Como prevenir infecção por coronavírus?

Como prevenir infecção por coronavírus?

Certamente, essa é uma pergunta constante.

Portanto, hoje, vamos dar algumas dicas para manter a imunidade e se prevenir de infecções de qualquer outro vírus que pode estar rondando a sua saúde.

Primeiro de tudo, de acordo com o estudo publicado no The Lancet por pesquisadores chineses, o Coronavírus (Covid-19) e os seus sintomas mais graves surgem principalmente em pessoas com imunidade baixa e que tenham alguma doença crônica, como diabetes, doenças cardiovasculares, problemas digestivos ou respiratórios e câncer.

 

Vitamina D

Mais importante, a vitamina D ativa o sistema imunológico e evita resfriados e infecções.

Assim, se você é deficiente em vitamina D, não tem como ativar o seu sistema imunológico para protegê-lo, especialmente para evitar resfriados, gripes e outras infecções do trato respiratório.

É um hormônio esteroide com poderosas ações antimicrobianas envolvidas na produção de 200 a 300 peptídeos no organismo responsáveis ​​pelo combate a bactérias, vírus e fungos.

Mantenha níveis ótimos de vitamina D (entre 80 e 100ng/mL) e assim você terá proteção máxima para uma ameaça.

Entretanto, muitos acreditam que, por estarmos num país de bastante sol e com mais chances de exposição a ele, temos todos bons níveis de vitamina D.

Mas, vemos isso com grande preocupação porque a deficiência de vitamina D atinge a até 90% da população, segundo estudos.

A exposição ao sol de forma consciente todos os dias — aproveite o verão para tomar sol com o corpo 80% descoberto por 20 minutos, entre as 10h e 15h — garante a você bons níveis de vitamina D.

Além disso, em termos alimentares, enfatize:

  • óleo de fígado de bacalhau,
  • carne,
  • ovos e manteiga de animais criados a pasto,
  • camarão e ostras,
  • salmão,
  • sardinhas e
  • arenque.

Vitamina C

Certamente, quanto maior a dose, melhores são os resultados!

Os estudos mostram que a vitamina C está intimamente envolvida no funcionamento do sistema imunológico.

Portanto, manter níveis adequados dela colabora na prevenção ou redução do tempo de doença.

Aconselha-se então a suplementação regular da vitamina C.

Quanto maior a dose que você toma, melhores são os resultados.

Como prevenir infecção por coronavírus?

Além disso, níveis ótimos de vitamina C aumentam a proteção de morte por qualquer causa.

A suplementação deve ser feita com critério médico, pois doses elevadas podem causar diarreia.

Os estudos aconselham que se use de 3 a 4 gramas, de hora em hora, nos períodos de doença.

Portanto, aposte em alimentos ricos em vitamina C, como:

  • kiwi,
  • acerola,
  • frutas cítricas,
  • pimentão vermelho,
  • brócolis,
  • couve de Bruxelas,
  • abóbora,
  • mamão,
  • batata doce e
  • tomate.

Vitamina A

Certamente, a vitamina A é um ótimo antioxidante e previne invasão de microrganismos.

A vitamina A é um ótimo antioxidante, pois previne a invasão de microrganismos, aumenta a integridade da pele e das mucosas, reduzindo o risco de infecção e apoia a cicatrização de feridas através da força do colágeno.

Assim, presente em:

  • cenouras,
  • abóboras,
  • batatas doces,
  • folhas verdes escuras,
  • ovos orgânicos,
  • laticínios e
  • carne de animais criados a pasto.

A dosagem recomendada pelos estudos é 10.000 UI (3.000 mcg) por dia.

A família do Vitamina B

Mais importante, vitaminas do complexo B são poderosas para combater gripes e resfriados.

Todos os elementos do complexo B interagem sinergicamente melhorando a imunidade, com ênfase em especial à Vitamina B6 (fortalece o sistema imunológico) e Vitamina B12 (poderoso nutriente para combater gripes e resfriados).

Assim, são encontrados em:

  • vegetais folhosos escuros,
  • peixes de água frias,
  • laticínios,
  • leite cru e
  • carne vermelha de animais criados a pasto.

Zinco

Mais importante, esse é o mineral que te deixa mais forte.

O zinco é um mineral antioxidante, que cria e ativa os glóbulos brancos do seu sistema imunológico.

Os alimentos que contêm zinco são:

  • frango e carne vermelha de animais criados a pasto,
  • espinafre,
  • nozes,
  • sementes de abóbora e
  • tofu.

A dosagem recomendada pelos estudos é de 15 a 25 mg por dia.

Entretanto, o uso prolongado requer cobre para manter a correlação zinco – cobre adequado.

Mais importante, só deve ser usado com supervisão médica.

Verifique ainda se você está com deficiência desse mineral.

Um antioxidante na castanha

O selênio é também um poderoso antioxidante para a proteção do sistema imunológico, que regula a atividade da enzima glutationa peroxidase, catalisando a ação do peróxido de hidrogênio e dos hidroperóxidos orgânicos.

A melhor fonte de selênio são:

  • castanhas do Pará,
  • frango e carne vermelha de animais criados a pasto, e
  • frutos do mar.

A dosagem recomendada na literatura é 200 mcg por dia.

Além dessas vitaminas e minerais que reforçam o seu sistema imunológico, tenho algumas outras dicas para você que vão ajudar, como prevenir infecção por coronavírus.

A importância da alimentação para se proteger do Coronavírus

Procure fazer uma dieta com o mínimo possível de carboidratos refinados, açúcar, frutose e grãos porque esses aumentarão seu nível de insulina, o que predispõe queda imunológica, além de envelhecimento precoce.

Além disso, enfatize a ingesta de gorduras boas em abundância, proteína em moderação e bastante fibras vegetais.

As fibras não apenas ajudam a equilibrar seu microbioma intestinal, como também ajudam a melhorar seu sistema imunológico, pois os amidos resistentes agem como prebióticos para alimentar bactérias saudáveis ​​em seu intestino.

 

Fitoterápicos

1. Quercetina

É um bioflavonóide protetor contra o dano oxidativo encontrado naturalmente em diversos alimentos, como:

  • cebola,
  • maçãs,
  • chá preto e
  • vinho tinto.

Assim, previne e trata resfriado comum e gripe, além de ser um poderoso antiviral.

Além disso, age inibindo a capacidade viral e sua replicação.

Torna as células infectadas mais susceptíveis aos medicamentos antivirais.

Oferece proteção contra o vírus influenza A H1N1, H3N2 e H5N1, modulando a expressão da proteína.

2. Própolis vermelho

Tão conhecido entre as famílias, o própolis apresenta alto potencial imunomodulador anti-infecção, antivírus, além da sua função anticancerígena.

Assim, os seus compostos imunomoduladores mais importantes, o éster fenetílico do ácido cafeico (CAPE) e artepillin C, exercem uma função imunossupressora a nível de linfócitos T e ativam a função dos macrófagos.

A boa biodisponibilidade pela via oral, além da sua segurança, fazem do própolis um agente adjuvante ideal para programas imunomoduladores ou anticancerígenos.

 

Agora, leitor, basta seguir as minhas dicas de como prevenir infecção por coronavírus!

Portanto, que tal começar com um banho de sol?

Com os recursos certos, você pode estar blindado de doenças que o preocupam, não apenas o Covid-19.

Entretanto, converse com o seu médico sobre isso.

Eu lhe desejo dias melhores.

Leia também: Oxigenoterapia hiperbárica: quando indicar?

Equipe médi​ca e atendimento

O médico responsável pela Carvalho Medicina e Saúde é capacitado em Medicina Hiperbárica, com possibilidade de atendimento de pacientes agendados ou até de casos de urgência durante 24 horas se for necessário.

Podem ser atendidos pacientes crônicos de baixa complexidade assim como pacientes agudos e graves, mesmo em choque ou sob assistência ventilatória contínua.

O médico hiperbarista realiza a avaliação dos casos indicados, discutem o plano terapêutico e acompanha o paciente durante o atendimento.

Como você pode ver os Benefícios da Câmara Hiperbárica são inúmeros.

Entre em contato conosco, certamente podemos te ajudar.

Clique no link e acesse rapidamente nosso WhatsApp: http://bit.ly/carvalhomedicina

ou venha nos conhecer, estamos localizados na Avenida Antônio Segre, 189, Jardim Brasil, Jundiaí SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X
WhatsApp chat