Zinco: Qual sua importância?

Zinco, ele é um mineral fundamental para o organismo.

Entretanto, ele não é produzido pelo corpo humano, sendo facilmente encontrado em alimentos de origem animal.

Assim, suas funções são de garantir o bom funcionamento do sistema nervoso e fortalecer o sistema imune, deixando o corpo mais forte para resistir a infecções provocadas por:

  • vírus,
  • fungos ou
  • bactérias.

Além disso, o zinco desempenha papéis estruturais importantes, sendo um componente essencial de várias proteínas do organismo.

Por isso, a falta de zinco pode provocar alterações:

  • na sensibilidade aos sabores,
  • queda de cabelo,
  • dificuldade para cicatrizar e, até,
  • problemas de crescimento e desenvolvimento em crianças.

Algumas das principais fontes de zinco são alimentos de origem animal, como:

  • ostras,
  • carne de boi ou
  • fígado.

Já as frutas e hortaliças, em geral, são pobres em zinco e, por isso, pessoas que fazem uma dieta do tipo vegetariano, por exemplo, devem ingerir especialmente:

  • feijão de soja e frutos secos, como:
  • a amêndoa ou o amendoim, para manter seus níveis de zinco melhor regulados.
zinco

Para que serve o zinco?

Primeiro de tudo, o zinco é muito importante para o funcionamento do organismo, tendo funções como:

  • Fortalecer o sistema imune;
  • Combater o cansaço físico e mental;
  • Aumentar os níveis de energia;
  • Atrasar o envelhecimento;
  • Melhorar a memória;
  • Regular a produção de vários hormônios;
  • Melhorar a aparência da pele e fortalecer o cabelo.

Mas, a carência do zinco pode causar:

  • diminuição da sensação de paladar,
  • anorexia,
  • apatia,
  • retardo do crescimento,
  • queda de cabelo,
  • retardo da maturação sexual,
  • baixa produção de esperma,
  • queda de imunidade,
  • intolerância à glicose.

Além disso, o excesso de zinco pode se manifestar através de:

  • náuseas,
  • vômito,
  • dores abdominais,
  • anemia ou
  • deficiência de cobre.

Tabela de alimentos ricos em zinco

Esta lista apresenta os alimentos com maiores quantidades de zinco.

Alimentos (100 g) Zinco
1. Ostras cozidas 39 mg
2. Carne de boi assada 8,5 mg
3. Peru cozido 4,5 mg
4. Carne de vitela cozida 4,4 mg
5. Fígado de frango cozido 4,3 mg
6. Sementes de abóbora 4,2 mg
7. Feijão de soja cozido 4,1 mg
8. Cordeiro cozido 4 mg
9. Amêndoa 3,9 mg
10. Noz-pecã 3,6 mg
11. Amendoim 3,5 mg
12. Castanha-do-pará 3,2 mg
13. Castanha de caju 3,1 mg
14. Frango cozido 2,9 mg
15. Carne de porco cozida 2,4 mg

Ingestão diária recomendada

A recomendação de ingestão diária varia de acordo com a fase da vida, mas uma alimentação balanceada garante o suprimento das necessidades.

O teor de zinco no sangue deve variar entre os  70 a 130 mcg/dL de sangue e na urina é normal encontrar-se entre 230 a 600 mcg de zinco/ dia.

Idade /sexo Ingestão diária recomendada (mg)
1 – 3 anos 3,0
4 – 8 anos 5,0
9 -13 anos 8,0
Homens  entre 14  e 18 anos 11,0
Mulheres  entre 14  e 18 anos 9,0
Homens maiores de 18 anos 11,0
Mulheres maiores de 18 anos 8,0
Gravidez em menores de 18 anos 14,0
Gravidez em maiores de 18 anos 11,0
Mulheres a amamentar com menos de 18 anos 14,0
Mulheres a amamentar com mais de 18 anos 12,0

A ingestão menor do que o recomendado por longos períodos pode provocar atraso da:

  • maturação sexual e óssea,
  • queda de cabelo,
  • lesões na pele,
  • aumento da suscetibilidade a infecções ou
  • falta de apetite.

LEIA TAMBÉM: Benefícios da Câmara Hiperbárica

Carvalho Medicina e Saúde

Clique no link e acesse rapidamente nosso WhatsApp: http://bit.ly/carvalhomedicina

ou venha nos conhecer, estamos localizados na Avenida Antônio Segre, 189, Jardim Brasil, Jundiaí SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X
WhatsApp chat